Ceitec cria chip nacional para rastreamentos de veículos e produtos

24 julho 2009

Rastreamento total

A Ceitec S.A., empresa estatal vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), apresenta hoje, em São Paulo, um novo produto que serve de base para uma família de chips para rastreabilidade, com aplicações na área de transportes e logística.

Com tecnologia 100% nacional, criado no centro de desenvolvimento da empresa, em Porto Alegre (RS), o chip é voltado para a identificação de veículos e cargas, usando a frequência de 915 MHz, com possibilidade de larga utilização no País. A tecnologia utilizada é conhecida como RFID, sigla em inglês para identificação por radiofrequência.

Aplicado em veículos, os chips podem conter todos os dados do automóvel ou caminhão, como placa, Renavam, número do chassi e situação tributária. "Assim, é possível realizar o rastreamento dos carros, verificar quais veículos estão inadimplentes, identificar veículos roubados, realizar cobrança automática de pedágio, etc", explica o presidente da Ceitec S.A., Eduard Weichselbaumer.

Nichos de mercado

Os chips foram desenvolvidos pela Ceitec e poderão ser fabricados pela empresa na sua planta industrial em Porto Alegre. "Garantimos a propriedade intelectual ao Brasil e contribuímos para a diminuição do déficit da balança comercial no segmento de semicondutores", diz o presidente.

A família de chips desenvolvida pela Ceitec tem diversas aplicações, como rastreamento de paletes e mercadorias, pagamento eletrônico de pedágios, controle de bagagem e automação de aeroportos, identificação de medicamentos e outras diversas possibilidades. "A Ceitec demonstra, desta forma, que tem os produtos mais modernos e adequados para oferecer a diversos segmentos do mercado de radiofrequência", afirma Weichselbaumer.

Além do segmento de RFID, a Ceitec atua em outros dois nichos de mercado: comunicações sem fios e multimídia digital. Nesse setor, a empresa já desenvolveu o chip para modulação de TV Digital.

Fábrica nacional de semicondutores

A Ceitec, criada por decreto presidencial em novembro de 2008, é especializada no desenvolvimento e produção dos chips conhecidos como ASSP (Application-Specific Standard Products).

A empresa tem capacidade para desenvolver chips de alta tecnologia, exercendo papel estratégico para a indústria microeletrônica do País. A fábrica, em fase final de implantação e certificação, será a única da América Latina capaz de produzir chips. A Ceitec coloca o Brasil entre os principais países do mundo no desenvolvimento de microeletrônica avançada.

O investimento feito pelo governo brasileiro objetiva desenvolver a indústria de semicondutores, atraindo novos fabricantes, gerando as condições para a consolidação da indústria microeletrônica avançada no País. Segundo dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), nos países desenvolvidos, o setor eletrônico responde por 12% do Produto Interno Bruto (PIB).

Além da receita gerada pela comercialização de chips e contribuir para a diminuição do déficit da balança comercial de semicondutores, a Ceitec contribui para geração interna de renda ao manter a propriedade intelectual de todos os produtos desenvolvidos.

Fonte: Inovação Tecnológica


Comentários:

Postar um comentário

 
Engenharia Elétrica - Paraíba © Copyright | Template By Mundo Blogger |