Medição de energia elétrica ganha toque tecnológico

20 maio 2010

A comunicação para coleta dos dados, agora, será feita via bluetooth

O sistema de medição do consumo de energia elétrica na cidade de São Paulo está ganhando um toque a mais de tecnologia. Portas fechadas de restaurantes e lojas não serão mais um problema para os agentes responsáveis por contabilizar a quantidade de energia consumida durante o mês. A comunicação para coleta dos dados, agora, será feita via bluetooth!

“Eu tenho o medidor instalado no centro de medição do cliente, esse medidor é um medidor eletrônico onde é instalado um comunicador, um transmissor bluetooth, e outro receptor do bluetooth está instalado no coletor de dados. Com esse sistema de ligação é possível fazer a comunicação entre o coletor e o medidor sem a necessidade de estar frente a frente com o medidor”, explica Ricardo Nogueira, Gerente da Área de Faturamento da Eletropaulo.

Por enquanto, cerca de 300 comércios espalhados por toda capital paulista já estão testando a tecnologia. A fase de experiência termina em junho deste ano, e a previsão é de que até 70 mil estabelecimentos comerciais da cidade recebam a nova aplicação. Ficou preocupado com o bolso? Bom, não será preciso gastar nada, pois os medidores instalados já são adaptados para receber a troca de dados via Bluetooth.

“A senha do bluetooth é o número do medidor que está instalado, então, quando eu estou tomando a leitura do bluetooth ele está indicando qual é o número do medidor que eu estou tomando. Então, eu posso ter no centro de medição, vários medidores, um ao lado do outro, cada um com seu transmissor de bluetooth e ele vai identificar cada um”, diz Ricardo Nogueira.

A medição residencial também vai ter alterações. Ao invés de Bluetooth, a tecnologia usada será a de rádiofreqüência, que também permite a leitura do consumo mesmo sem acesso visível ao contador. Mas a mudança acontecerá apenas em residências que apresentam dificuldade de leitura manual. E nesse caso também não será cobrado nenhum valor para conversão dos medidores.

”O teste de laboratório nós já fizemos. Nós agora só estamos adaptando o software de leitura do coletor de dados para comunicar com o receptor da rádio freqüência. O nosso objetivo é estar em maio ou junho começando a fazer a instalação dos equipamentos”, afirma Ricardo Nogueira.

A leitura de consumo que realizamos neste restaurante na Zona Sul de São Paulo ocorreu sem problemas. Com apenas alguns toques na tela todas as informações foram lidas. A partir daí, os dados registrados percorremum pequeno caminho até serem definitivamente calculados.

“Uma vez coletado os dados de leitura no coletor de dados, no final do dia, esse dado é transmitido para o sistema de faturamento, onde é processado os cálculos e emitido a fatura no dia seguinte”, diz Ricardo Nogueira.

Agora nenhum cachoro bravo ou porta fechada vai impedir a leitura dos dados. É a tecnologia atravessando paredes! Aliás, essa relação entre tecnologia e eletricidade tem outros capítulos, como a transmissão de dados da Internet via rede elétrica. Confira!

Comentários:

Postar um comentário

 
Engenharia Elétrica - Paraíba © Copyright | Template By Mundo Blogger |